De Deus provêm todas as religiões…

deus de todos

 

Não ama a Deus quem maltrata seu semelhante,
e lhe fere a alma e o coração.
Aquele que procura limitar e enevoar nossa mente
Com ameaças do inferno, não compreendeu ainda nossa meta final.

De Deus provêm todas as religiões,
E Cristo – o Caminho, a Verdade e a Vida -
É o enviado de Deus para aliviar o que leva pesado fardo
E dar paz ao triste, ao pecador e ao que luta.

O Espírito Universal veio
A todas as igrejas; não a uma somente.
Na manhã de Pentecostes uma língua de fogo
Como um halo, brilhou em todos os apóstolos.

Desde então, como abutres famintos e vorazes
Temos combatido por um nome sem sentido
E procurado dogmas, éditos ou credos
Para enviarmos, uns aos outros, à fogueira.

Está Cristo dividido? Foi Cephas ou Paulo
crucificado para salvar o Mundo?
Então, por que tantas divisões?
O amor de Cristo nos envolve a ambos, a mim e a ti.

Seu puro e doce amor não está confinado
por credos que separam e elevam muralhas.
Seu amor envolve e abraça toda a humanidade
Não importa como O chamemos.

Então, por que não crer em Sua palavra?
Por que nos sustermos em credos que nos separam?
Só uma coisa importa ser ouvida:
É que o amor fraternal seja em todos os corações.

Só uma coisa o Mundo precisa saber:
Só existe um bálsamo para todas as humanas dores;
Só há um caminho que conduza aos céus:
Este caminho é Compaixão e Amor.

Max Heindel

Imagem: O mundo de Gaya

Publicado em Pensamentos | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Bom domingo!

69284_349883408459302_1080987142_n

 

“Apenas em águas tranquilas as coisas se refletem sem distorção. Apenas em uma mente tranquila está a percepção adequada do mundo.”

Hans Margoliu

Publicado em Pensamentos | Marcado com , | Deixe um comentário

Princípios e crenças

67620_10151146832318404_568472755_n

Muitos consideram a Wicca uma religião Politeísta uma vez que reverenciamos
várias divindades como faces da Deusa e do Deus.
Mesmo podendo ser considerada Politeísta, por reverenciar vários Deuses, e até
mesmo Monoteísta, uma vez que acredita em uma única fonte de energia (a
Deusa), a Wicca é na realidade uma religião Henoteísta, observando a existência
de várias divindades, mas atribuindo a criação de todas a uma divindade suprema:
a Deusa. É também Panteísta em sua visão de mundo, o que significa o
reconhecimento do Sagrado em todas as coisas, vendo Deuses e a natureza
como sendo unidos. Assim, o mundo torna-se divino e sagrado em sua essência.

A Teoria do Efeito Borboleta, para descrever como pequenas
variações podem afetar um gigante e complexo sistema, é
extremamente compatível com a visão de mundo e espiritualidade
propostas pela Wicca.
Para nós, o Divino não é algo transcendente e nem separado da humanidade. Ele
está dentro, fora e ao nosso redor. Acreditamos que todas as coisas que existem
são diferentes manifestações da Deusa, pois por Ela foram criadas. Isto desenvolve a idéia
de que tudo esta interconectado, como fios de uma mesma teia que forma o grande todo. Se um de seus fios for danificado, toda a teia também será. Assim, prejuízos individuais são encarados de maneira coletiva e o dano de um é prejudicial para o todo. A isso damos o nome de imanência.
Este conceito é muito antigo e podemos encontrar referências a ele em diversas culturas
centradas na Terra. Recentemente a Física descobriu algo interessante que
nomeou de “Efeito Borboleta”, que afirma cientificamente que tudo o que existe
está interligado. Em termos de clima, por exemplo, isso traduz-se na noção de
que uma borboleta que agite o ar com as suas asas hoje na Austrália pode
influenciar tempestades no próximo mês no Texas. Isto demonstra que pequenas
ações provocam conseqüências gigantescas e os princípios das crenças
Wiccaniana estão fundamentadas exatamente nisto. Este é o ponto de partida
para entendimento da conduta e ética de um Bruxo.
Ética consiste em padrões de conduta que incluem um julgamento e uma filosofia
moral . Não existe nenhum conjunto de éticas que podem ser aplicadas a todas as
pessoas, em todos os tempos e religiões. A ética é geralmente baseada em
padrões locais e sociais de onde vivemos.
A Wicca não possui grandes listas de regras e leis para serem seguidas, mas
existem certas condutas com as quais muitos Wiccanianos norteiam suas vidas.
Todas elas são baseadas em um senso comum, os valores centrais, que é uma
forte diretriz para a ética humana, inclusive a Wiccaniana.
A Wicca é uma religião libertária, onde não existem diversas regras que digam o
que devemos fazer ou como devemos viver. Apenas dois princípios são aceitos de
maneira comum a todos os Wiccanianos: o Dogma da Arte, que é também
chamado de Rede Wiccaniana, e a Lei Tríplice.
Aqui encontram-se listados alguns dos princípios e crenças Wiccanianas mais
comuns.

O DOGMA DA ARTE
“Faça o que quiser, desde que não faça mal a nada, nem ninguém”
Esta é seguramente a principal diretriz Wiccaniana e é levada em consideração
todas as vezes em que realizamos um ato mágico e no nosso comportamento
diário.
Assim como em muitas religiões a Wicca também pratica Magia. Nós Bruxos acreditamos que a mente e o corpo humano possuem o poder de efetuar mudanças nos acontecimentos de maneiras ainda não compreendidas pela ciência.
Em nossos rituais, onde honramos nossos Deuses, realizamos diversos feitiços
para inúmeros propósitos como cura e superação de problemas. No entanto, a
Magia sempre é praticada de acordo com um código de ética que afirma que só
podemos ajudar outros, ou a nós mesmos, respeitando o livre arbítrio das pessoas
envolvidas e quando isso não prejudicar ninguém.
Não fazer mal a nada nem NINGUÉM significa não prejudicar a natureza, as
pessoas ao nosso redor e nós mesmos. Isso implica observar nosso modo de
vida, incluindo hábitos alimentares e comportamentais e principalmente viver em
harmonia com a natureza levando em consideração os 3rs: Reduzir, Reciclar e
Reutilizar.
O Dogma da Arte incentiva o respeito e a celebração à diversidade, fazendo com
que cada ser honre as diferenças existentes, repudiando todas as formas de
preconceito, em vez de promulgar a intolerância.
Esta atitude é a essência da Wicca.

A LEI TRÍPLICE                                                                                                                       “Tudo o que fizermos, para o bem ou mal, a nós retornará triplicadamente e nesta encarnação”.

Esta é a Lei Tríplice que está fundamenta no poder da imanência. Se desejarmos
o bem colheremos o bem, se fizermos o mal ele também retornará
invariavelmente. Acreditamos que as energias que criamos influenciam o que
acontece conosco.
Ela é perfeitamente compatível com a lei de causa e efeito, ação e reação. Há até
quem diga que Gardner retirou esse conceito das religiões orientais para incluí-lo
na Wicca.
A Lei Tríplice está centrada na Lei da imanência e é facilmente explicada pela
teoria da teia da vida e do efeito borboleta. Ela é tríplice porque todas as ações,
mágicas ou não, causam efeito na vida de quem prática o ato (1), na vida de quem
sofre as ações desse ato (2), e indiretamente na vida daqueles que estão ligados
da vítima dessa ação e no mundo ao nosso redor (3). É lógico e natural que estas
ações voltem ao seu emissor em grau intensificado. isso pode ser facilmente
explicada através de uma alegoria física e simples: “Se você plantar pimentas, não
colherá morangos. Colherá pimenta numa quantidade muito maior do que plantou.
Plante apenas uma semente de pimenta e terá uma pimenteira inteira”.
Esta lei divina não tem nada de cruel e nem é fruto de uma Deusa ou Deus
injustos. Ela é fruto de nossas próprias ações e é provocada por nós mesmos e
não por uma Divindade que irá nos punir em função de nossos feitos. Quem está
nos punindo somos nós mesmos ao transgredir a regra mais importante da vida: o
respeito ao livre arbítrio alheio.
Isso não significa que fazer o mal é pecado ou coisa do gênero. O conceito de
pecado não existe na Wicca. A Lei tríplice é chamada de lei pois é como uma lei
que ela opera. Todos nós somos livres e podemos transgredir qualquer lei, mas
sofreremos invariavelmente as consequências de nossos atos.
Bruxos são pessoas sábias e sabem que aquilo que desejam representa a energia
que vibram. Assim, se esforçam ao máximo para vibrarem num nível de energia
positiva, canalizada para o bem de tudo e de todos.
Se todos desejassem aos outros exatamente o que desejariam a si mesmos, em
breve o mundo estaria repleto de bênçãos e positividade.
A Lei Tríplice nos lembra que prejudicar outros traz prejuízo para nós mesmos.
Vivemos num mundo onde compartilhamos a mesma energia. Se por um lado a
Lei Tríplice pode trabalhar contra você, ela também pode trabalhar ao seu favor
dependendo de seu comportamento, pensamentos e ações. Faça sua parte!

Fonte: Livro “Wicca para todos”, de Claudiney Prieto

Publicado em História da Magia, Wicca | Marcado com , , , , | Deixe um comentário

Ser bruxo

gato-preto-na-noite-de-lua-cheia

A maior parte das pessoas desconhece o verdadeiro significado da expressão “ser bruxo”, e, infelizmente, algumas inclusive tem medo. Isso não se deve apenas à ideia distorcida que a mídia nos faz o favor de passar, mas também à mentalidade e postura que a sociedade adota quando se fala algo que tenha relação com religiões que trabalham com magia. É bem comum você ver alguém dizer que “fulano é de religião”, quando percebe que tal pessoa pertence à umbanda ou outra religião afro. Agora, me digam… Todos nós não somos de “Religião”? É incrível como uma palavra pode ganhar significado negativo se exposta ao preconceito. Da mesma forma, quando alguém diz que é bruxo, vários tipos de reação podem ser notados. Algumas pessoas já te chamam de filho do diabo (principalmente se no lugar de bruxo, você disser que é pagão), outras perguntam se bruxaria realmente existe, outras ficam curiosas, e por aí vai. Daqui por diante, vou dedicar esse post aos curiosos.

A bruxaria surgiu há muito tempo atrás, tempo em que nem mesmo o Cristianismo havia sido instituído. Basicamente focava sua fé nos deuses pagãos, e trabalhava de maneira forte com as forças da natureza. É importante dizer que o termo “pagão” não tem nada de demoníaco. “Pagão” vem da palavra paganus, que significa “do campo”. Ou seja, o povo daquele tempo adorava as divindades do campo. A maior parte dos deuses era associado com alguma característica que a natureza apresentava. Rituais e oferendas eram realizados em honra à essas divindades, que em troca davam fartura na colheita e várias outras recompensas aos seus adoradores.

Com o surgimento do Cristianismo, esse culto foi julgado como uma espécie de adoração ao diabo, o que resultou no que talvez tenha sido um dos mais negros fatos da história… A santa inquisição.

Durante muitos anos os adeptos da bruxaria foram jogados à fogueira e torturados de todas as formas que se possa imaginar. Eram considerados inimigos de Deus. As mulheres eram as que mais sofriam, pois se dizia que as mesmas mantinham relações sexuais com demônios, que em troca dariam para elas o poder de destruir a vida de quem quisessem, espalhando doença e morte pelo mundo. Entrarei em mais detalhes sobre esse episódio em uma oportunidade futura.

Com tudo o que aconteceu, era quase obvio que o culto das bruxas acabaria por perder suas forças. Porém, algumas vertentes religiosas foram surgindo ao longo do tempo, mantendo viva a chama da fé.

penta

*Em 1951, quando a última lei ainda existente contra a Bruxaria foi revogada na Inglaterra, Gerald Gardner, considerado o pai da Bruxaria Moderna, decidiu revelar que as práticas da Bruxaria da Europa antiga não haviam morrido, mas continuavam vivas e ainda eram praticadas no interior dos Covens e por muitas famílias de Bruxos sob um novo nome, Wicca!  

Gardner publicou algumas obras que revelavam um pouco da prática de seu Coven, dentre as quais o famoso livro Witchcraft Today (Bruxaria Hoje), e assim lançou uma nova luz às práticas da Bruxaria, dando origem à um grande movimento Neopagão de reavivamento e recriação das práticas e ritos da Velha Religião. 

De lá para cá, o movimento Pagão cresceu substancialmente e muitos Bruxos que diziam ter sido instruídos por suas famílias durante décadas, decidiram sair das brumas e se tornaram visíveis, revelando os ensinamentos da Antiga Religião ao mundo. E assim, em pleno florescer do século XX, surgiu uma religião que buscava celebrar novamente a natureza encontrando inspiração para seus ritos na antiga religiosidade da Europa e no culto à Deusa, considerada a própria Terra. A Wicca é, então, a reconstrução moderna da Antiga Religião dos povos da Europa, visto que muitos dos mistérios, rituais e práticas se perderam desde a época em que o Paganismo foi perseguido. Exatamente por este motivo, a Bruxaria Moderna em sua construção foi largamente influenciada pela espiritualidade de diferentes culturas europeias, indo desde a Celta até a Grega ou Romana. No entanto, muito de sua filosofia e liturgia baseia-se no antigo calendário e religiosidade do povo Celta, que se espalharam pela Europa aproximadamente 1200 anos A.C. e que provavelmente foi a cultura que mais preservou o culto à Deusa e seus rituais. *Excerto extraído do livro “Wicca para todos”, de Claudiney Prieto;

OgAAANvJUg_VbHrW9zrLU2cLCcmuXAaKhyCmkVspIQlvd4BeQfi3dJYykD4uXFy_R6_jl7HF6B_7X7lcUHjC4ab8KewAm1T1UIAbHD4FSkJjb7QQBT2Mqhi3957K

A wicca é uma das várias religiões pagãs que existem pelo mundo. Pregamos a igualdade entre masculino e feminino, o amor à natureza e todos os seres vivos, o respeito entre todas as crenças, entre outros. Ser bruxo não é ficar dia e noite tentando destruir as pessoas, muito menos tentar instalar o caos por meio de entidades de baixa evolução. Ser bruxo é resgatar a conexão com o sagrado, estar em harmonia com a natureza e com o próximo. Viver em sintonia com o planeta e trilhar o caminho da evolução espiritual.

É claro que existem bruxos que se preocupam apenas com seus desejos egoístas, e que não sofrem o mínimo abalo ao prejudicar outras pessoas. Mas, em sua maioria, os bruxos trabalham para o bem, e tentam apenas resgatar o antigo viver com o sagrado que a ancestralidade proporcionava.

Espero ter conseguido retirar algumas dúvidas. Sei que ainda é muito pouco para que se possa compreender esta arte, mas com o tempo estarei disponibilizando mais conteúdo. E, claro, com o tempo também irei aprender mais.

Namastê!

Publicado em História da Magia, Wicca | Marcado com , , , | Deixe um comentário

Os lobos que vivem em nosso interior

Lobos

Uma noite, um velho índio contou ao seu neto sobre a guerra que acontece dentro das pessoas. Ele disse: “A batalha é entre dois ‘lobos’ que vivem dentro de todos nós”.                Um é mau: é a raiva, inveja, ciúme, tristeza, desgosto, cobiça, arrogância, pena de si mesmo, culpa, ressentimento, inferioridade, mentiras, orgulho falso, superioridade e ego.   O outro é bom: é alegria, paz, esperança, serenidade, humildade, bondade, benevolência, empatia, generosidade, verdade, compaixão e fé.                                                                         O neto pensou nessa luta e perguntou ao avô: “Qual lobo vence?”                                            O velho índio respondeu: “Vence aquele que você alimenta…”

Publicado em Pensamentos | Marcado com , , | Deixe um comentário

A Deusa canta em todas as coisas, em toda a natureza…

“Eu não tenho filosofia: tenho sentidos…
Se falo na Natureza não é porque saiba o que ela é.
Mas porque a amo, e amo-a por isso,
Porque quem ama nunca sabe o que ama
Nem por que ama, nem o que é amar…”

Alberto Caeiro

385413_350398428407800_641930994_n

Publicado em Pensamentos | Deixe um comentário

Pensamento da Semana

67987_287077984751443_2058195162_n

“É triste, mas é verdade que os teósofos, espiritualistas, espíritas, ou como todos eles se chamam, se opõem mutuamente e se tomam inimigos, como
se todos os caminhos não levassem a Deus. Todas as pessoas que
procuram o caminho que leva a Deus deveriam lembrar-se bem das
palavras de Cristo, o grande Mestre dos Místicos: ‘Ame o próximo como
a si mesmo.’ Essas palavras deveriam ser um mandamento sagrado para
todo o buscador que trilha a senda espiritual.” Franz Bradon

Não importa se você chama Deus de Pã, Oxalá, Jesus, Buda, ou Jah. o importante é buscar o caminho divino e o crescimento espiritual. A melhor religião é aquela que te faz bem. Diga NÃO à intolerância religiosa, e pregue o respeito entre as crenças. Tenha orgulho do que você é, e respeite o que os outros são.

Publicado em Pensamentos | Marcado com , , | Deixe um comentário